Revisitando a minissérie de 2008 The Andromeda Strain: Um caso cafona

A minissérie Andromeda Strain consiste em dois episódios. O enredo é baseado no romance homônimo de Michael Crichton, de 1969, que também inspirou um filme de 1971 com o mesmo título.

a minissérie da cepa de andromeda

The Andromeda Strain é uma adaptação do romance homônimo de Michael Crichton.

Em meio à pandemia global de coronavírus, as pessoas estão optando por ficar em casa para impedir a propagação da infecção ou são compelidas a fazê-lo pelas autoridades. As pessoas tiveram que empregar modos domésticos de entretenimento, como jogos, programas de TV e filmes.



filmes no 9 11

Quando se trata de programas de TV, a minissérie em duas partes intitulada The Andromeda Strain, escrita por Robert Schenkkan e dirigida por Mikael Salomon, está sendo revisitada por pessoas distantes de filmes como Contagion e Outbreak.

A minissérie Andromeda Strain consiste em dois episódios. O enredo é baseado no romance de Michael Crichton de 1969 com o mesmo nome, que também inspirou um filme em 1971 com o mesmo título. Crichton é mais conhecido por Jurassic Park, que foi adaptado por Steven Spielberg para seu filme de sucesso em 1993.



A minissérie de que estou falando não é uma adaptação direta, mas uma espécie de reinvenção. Ele conta a história de uma infecção generalizada de um vírus virulento (que ao contrário do SARS-CoV-2 é de origem extraterrestre) que chegou de um satélite dos EUA que caiu na Terra (perto de Piedmont, Utah, para ser mais preciso). O governo dos Estados Unidos envia uma equipe especial de biodefesa para investigá-lo, e todos os membros morrem com a infecção.

O vírus se espalha e o governo acaba autorizando a detonação da área de quarentena, apenas para descobrir que a radiação apenas ajuda no crescimento do vírus - exponencialmente. Antes que o ataque seja cancelado, no entanto, algo funciona mal e a área é bombardeada de qualquer maneira. O vírus sofreu mutação e agora pode consumir náilon.

Como você provavelmente pode dizer, a série tem apenas uma semelhança passageira com os eventos do dia atual. A improbabilidade dos eventos pode ser digerida, mas os próprios atores não parecem acreditar no que está acontecendo ou no que estão dizendo. A atuação é a pior que já vi em uma produção de aparência tão séria (Ridley Scott é um dos produtores), e os diálogos rivalizam com sua grosseria. Admito ignorar o enredo no romance original e na adaptação para o cinema, mas esta minissérie é terrivelmente enfadonha também. O escritor continua jogando besteiras científicas no espectador, talvez para parecer inteligente, mas não há como deixar de lado o fato de que a minissérie não é educativa nem divertida.

Principais Artigos






Categoria

  • 5Sos
  • Beyonce
  • Apple Music
  • Bpas
  • Entretenimento De Opinião
  • Névoa Do Corpo De Impulso

  • Publicações Populares